WhatsApp, Mercado Livre, OLX e ZAP são notificados pelo Procon por serem utilizados em golpe

Os golpes de cibercriminosos não param no Brasil e no mundo e alguns apps e plataformas que estão em alta são alvos dos hackers constantemente.

Vamos trazer aos nossos leitores na matéria de hoje o caso que está acontecendo atualmente no Brasil e envolve plataformas que a maioria dos brasileiros utilizam.

O que aconteceu

Um dos aplicativos mais baixados em nosso país é o WhatsApp e apenas em janeiro deste ano foram registrados quase 200 mil golpes de vítimas de clonagem dos seus aplicativos.

Recentemente o Procon notificou o WhatsApp e também alguns dos maiores marketplaces do país, Mercado Livre, OLX e ZAP.

Segundo o Procon o golpe consiste em monitorar essas plataformas e entrar em contato com as vítimas com a alegação de serem representantes desses sites, os golpistas então pedem as informações pessoais das vítimas, como seu CPF e também um número de confirmação da transação que a vítima receberá por SMS, porém esse número se trata de um PIN de autenticação do WhatsApp utilizado para clonar a conta. Em posse do WhatsApp da vítima os criminosos entram em contato com os contatos pedindo dinheiro e outras informações.

Posicionamento das empresas

O Mercado Livre confirmou que recebeu a notificação por parte do Procon e reforçou que não exibe os dados de compradores e vendedores. A plataforma alertou os usuários a não passarem seus dados a terceiros.

A OLX por sua vez negou ter recebido tal notificação por parte do Procon, porém ressaltou que não solicita códigos de verificação ou senhas fora do site. A empresa também afirmou investir continuamente em tecnologia e comunicação de alertas para seus consumidores. O WhatsApp informou que não comenta processos judiciais e o ZAP não retornou o contato.

Como se proteger desse tipo de golpe

O site Olhar Digital publicou algumas dicas para os usuários dessas plataformas não caírem nesse tipo de golpe. Vamos resumir para nossos leitores para que não sejam vítimas desse tipo de cibercriminosos.

Segundo informações da empresa de segurança PSafe, cerca de 8,5 milhões de brasileiros já foram atingidos por um golpe através do WhatsApp.

O ataque mais comum consiste em enganar a vítima a fornecer o código de autenticação, assim o hacker cadastra o número em um aparelho, porém o código é enviado por SMS para o celular da vítima. Como o criminoso não tem acesso ao celular da vítima é necessário entrar em contato para pegar o código e assim bloquear o WhatsApp no celular da vítima e ativar no celular do criminoso.

Também existe o golpe do “SIM Swap”, onde o criminoso consegue um chip de celular com o número da vítima, conseguindo isso enganando o atendente da operadora ou através de suborno. Feito isso consegue utilizar livremente o WhatsApp da vítima em seu smartphone.

Para evitar cair nesse tipo de golpe a orientação é jamais informar o número de autenticação que chegar por SMS para ninguém. Não passar suas informações pessoais para atendentes os quais você não solicitou o contato e fazer contato com qualquer plataforma de venda ou outro segmento somente através dos telefones, e-mails ou chats constantes nos sites oficiais das empresas.

Fonte: https://olhardigital.com.br/noticia/procon-notifica-whatsapp-olx-e-mercado-livre-por-invasoes-ao-app/97069

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *